A perdiz cantou no campo
Derramou do zóio um pranto
Um lágrima insistente
Tudo faz lembrar da gente
A minha tristeza foi tanta
Me deu um nó na garganta
A lua sozinha lembra eu
Pra onde foi o amor meu…
Já fiz de tudo
Não tem o que dá jeito
A água corre nos zóio
E a saudade rasga o peito (2x)

O que será que é que eu fiz
Vou labutar em ser feliz
Tudo aqui lembra ela
Fico olhando dá janela

Meu ranchinho tá sem paz
Nem o cutelo veio mais
Par poder baijar a flor
Das plantas que ela plantou

Já fiz de tudo
Não tem o que dá jeito
A água corre nos zóio
E a saudade rasga o peito (2x)

Voltar ao Topo