Você me pisou igual se pisa em bituca de cigarro
Você me usou como se me amor fosse descartável

Agora tô no bar do Araújo bebendo de tudo
Olhando a foto dela no meu telefone

Tô tonto mesmo assim quero outra dose
Porque na Jukebox está tocando a nossa do Bruno e Marrone

Eu bebo pra esquecer
Se fosse pra lembrar eu anotava
E de você não quero me lembrar de nada
Nada, nada, nada

Voltar ao Topo